Posts Tagged ‘turnaround’

flavio itavo,recuperar uma empresa,turn around,turnaround

recuperar uma empresa

Flávio Ítavo dá 3 dicas infalíveis para recuperar uma empresa

Recuperar uma empresa: Para o especialista, cada empresa é um organismo único, mas algumas dicas são infalíveis e podem ajudar todos os tipos de companhias a se reorganizarem

Recuperar uma empresa: Com mais de 30 anos de expertise em recuperação de empresas, Flávio Ítavo dá 3 dicas infalíveis que podem ajudar na hora de iniciar uma recuperação. Ele explica: “Não há como determinar qual a sequência de eventos que pode ou não funcionar na recuperação de uma empresa de forma genérica, já que empresas são como organismos vivos, complexos e muito instáveis. Mais ou menos como flocos de neve, não há duas iguais. Por outro lado, se desconsiderarmos a sequência dos eventos, podemos sim indicar 3 situações que não falharão na superação de crises agudas e significativas”. Veja:

1º – Tenha seu caixa muito bem controlado.

Crescer rápido no Brasil é coisa para os que sabem o que estão fazendo. O primeiro conselho pode parecer uma obviedade, não é. Se você está em crise seu caixa está ou estará logo em crise. Controlar com disciplina o caixa já não é o ponto forte das médias e pequenas empresas, principalmente das que cresceram rápido na esteira de uma ideia bem-sucedida. Flávio é objetivo: “aumente seus controles sobre a cobrança, torne seus negociadores mais duros e implemente uma disciplina férrea sobre as negociações com fornecedores. Planeje no detalhe”. Ele conta: “Em um dos turnarounds que realizamos, na primeira semana de junho determinamos uma série de coisas que deveriam acontecer para que o dinheiro não acabasse totalmente no dia 05 de dezembro. A data ficou marcada na cabeça dos mais de 35 funcionários do departamento financeiro, que se mataram para conseguir realizar todos os objetivos. No final, vimos que a data estava errada: caso não tivéssemos conseguido realizar as tarefas, o dinheiro teria acabado no dia 07 de dezembro”.  

2º – Renegocie tudo o que puder ser renegociado, mas seja realista!

Renegociar dívidas com fornecedores, bancos e funcionários é sempre possível. O que não é possível é fazer promessas que não poderão ser cumpridas. Para Flávio, em boa parte das vezes a recuperação falha não por conta do valor da dívida, mas pela falta de credibilidade causada pela incapacidade de gerenciar e controlar o caixa alinhando os compromissos. “Sempre digo que um fornecedor que aceita alongar por 30 dias o recebimento, aceitaria também alongar por 40 dias a mesma dívida. O que não é possível é prorrogar o título por 30 dias e não o pagar na data”.  

3º – Alinhe sua comunicação!

O especialista revela: “é muito comum ao chegar numa empresa, no começo da entrevista, não entender a razão de estarem conversando comigo. As empresas sempre estão em um ‘mar de oportunidades’. O mercado é sempre crescente e as ‘coisas’ vão sempre dar certo e se ajeitar”. Ele pondera que é preciso vender a ideia de que a empresa tem chances, sim, de se recuperar, para que todos estejam esperançosos e se empenhem nesse objetivo, mas que não comunicar para ninguém qual a real situação da empresa, gera uma ausência de credibilidade muito maior do que o contrário: “funcionários tem acesso a uma parte da situação, fornecedores conversam entre si, bancos acompanham sua performance. Trocando em miúdos, se alguém tentar montar o quebra-cabeças sem um guia, certamente vai montar com as peças mais feias. Transparência e alinhamento de discurso é sempre a melhor saída”, enfatiza.  

Sobre Flávio Ítavo

Executivo com experiência em empresas multinacionais e nacionais de grande porte de diferentes segmentos como Danone, Warner Lambert, Bunge Alimentos, Coty Inc, KPMG, Belsonno, Grupo Canopus e Grupo Niponsul, em posições de Gerência Geral e Diretoria Financeira, de Produção e Vendas, e em Turnaround de empresas como Avis Renta a Car e Cofibam, Fávio Ítavo especializou-se na recuperação de companhias e no redirecionamento para alavancar vendas e resultados. Ao longo de 30 anos, Flávio construiu uma carreira sólida como negociador, na criação de alianças, joint ventures, compra e venda de empresas, desenvolvedor de estratégias e táticas de sucesso, criador e iniciador de novos segmentos, produtos e mercados. Hoje, é um dos maiores especialistas em Turnaround, focando seus esforços na recuperação de grandes empresas e readequação aos novos tempos do mercado.  

Saiba mais:

Flávio Ítavo | flavioitavo.com.br | flavio_itavo@uol.com.br

Continue Reading No Comments

flavio itavo,recuperação de empresas,turn around,turnaround,turnarounder

Turnaround

Flávio Ítavo explica o tempo certo para o turnaround

A prática do Turnaround, ou recuperação de empresas, tornou-se mais do que necessária em tempos de crise, mesmo que algumas empresas ainda tenham receio de confirmar a necessidade de um especialista para ajudar na retomada de crescimento. Mas qual é o momento certo para chamar um turnarounder?

Flávio Ítavo, um dos poucos profissionais em Turnaround no Brasil com mais de 30 anos de expertise em recuperação de empresas, explica: “o mais difícil no Turnaround, além da escolha do profissional e dos processos certos para a retomada de crescimento, é o timing”. Segundo ele, muitas empresas esperam a situação ficar inviável para então entender e/ou aceitar a necessidade de um consultor e, como o próprio nome diz, uma situação inviável já torna o resultado extremamente mais difícil.

Flávio compara a queda e o renascimento de uma empresa com a curva certa feita por um carro em uma corrida: “milésimos de segundos podem ser fatais em casos como esse e escolher o momento certo para a desaceleração faz parte da perfeição de um piloto”. Da mesma forma, aceitar que é a hora de contar com ajuda externa para desacelerar uma queda é fundamental. “Uma empresa toma algum tempo para alterar seu curso, dependendo de seu tamanho, da agilidade de seus quadros, da qualidade de seus funcionários. Digo isto porque é impressionante o número de vezes na qual escuto frases como:
  • A empresa está bem, não temos nenhum pedido de falência em andamento, ainda…;
  • A empresa está bem, são poucos os títulos protestados;
  • Tivemos um “pequeno” problema, devido à impossibilidade de rolarmos nossos empréstimos com bancos;

As frases acima, representam momentos que estão muito, mas muito além de onde seria aconselhável que se realizasse a curva ou fossem acionados os freios”, explica Flávio.

Outro lembrete do especialista: “nenhuma empresa ‘morre’ por conta dos prejuízos. Todas, absolutamente todas, morrem pelo fluxo de caixa. Se uma empresa já não reúne as condições mínimas de gerenciamento do fluxo de caixa, então o melhor momento para chamar o consultor já passou. Isto não significa que não se possa reverter o quadro, mas provavelmente significa que o quadro revertido não será tão bonito quanto seria possível”, enfatiza. Flávio aponta alguns acontecimentos que podem ajudar na escolha do momento certo:
  • Normalmente, um turnarounder precisa ser chamado quando medidas já foram tomadas e seus resultados negativos colocam em risco a continuidade do negócio;
  • Sempre em que a gestão passa a ser continuamente surpreendida pela falta de caixa sem conseguir entender a real motivação de tal fato, é um bom momento para chamar um turnarounder;
  • Quando acontecem imprevistos externos que mudam o mercado, causando cascatas de erros.
Além desses fatores, Flávio finaliza citando uma maneira menos cartesiana mas efetiva para entender se é a hora de contar com ajuda externa: “Sempre que houver uma discussão séria envolvendo palavras-chave como ‘Falência’, ‘Recuperação Judicial’, ‘Concordata’, ‘Bancarrota’, ‘Quebrar’, etc. Estaremos na presença de um dos indicadores de que este é um bom momento para conversar com um especialista. 

Sobre Flávio Ítavo

Executivo com experiência em empresas multinacionais e nacionais de grande porte de diferentes segmentos como Danone, Warner Lambert, Bunge Alimentos, Coty Inc, KPMG, Belsonno, Grupo Canopus e Grupo Niponsul, em posições de Gerência Geral e Diretoria Financeira, de Produção e Vendas, e em Turnaround de empresas como Avis Renta a Car e Cofibam, Fávio Ítavo especializou-se na recuperação de companhias e no redirecionamento para alavancar vendas e resultados. Ao longo de 30 anos, Flávio construiu uma carreira sólida como negociador, na criação de alianças, joint ventures, compra e venda de empresas, desenvolvedor de estratégias e táticas de sucesso, criador e iniciador de novos segmentos, produtos e mercados. Hoje, é um dos maiores especialistas em Turnaround, focando seus esforços na recuperação de grandes empresas e readequação aos novos tempos do mercado.

Saiba mais:

Flávio Ítavo | http://flavioitavo.com.br/ | flavio_itavo@uol.com.br

Continue Reading 1 Comment