Posts Tagged ‘recuperar empresas’

flavio itavo,recuperação de empresas,recuperar empresas,turnaround

recuperar empresas

Especialista dá 7 dicas para recuperar empresas sem perder performance

Flávio Ítavo compara recuperar empresas com o ato de trocar a roda com o carro andando, ou seja, realizar mudanças sem a parada das atividades rotineiras. Tarefa que, segundo ele, é trabalhosa, mas não impossível.

Normalmente, recuperar empresas é um processo que acontece quando elas estão no limite do estresse que podem suportar. Por isso, para Flávio Ítavo, conhecer diferentes maneiras de realizar as mudanças necessárias sem perder performance, ou seja, trocar a roda com o carro andando, é extremamente útil e pode evitar maiores problemas.

Ele também explica: “saber algumas destas técnicas podem ajudar o gestor a executar projetos que, de outra forma, ficariam muito custosos para empresa, por vezes inviabilizando sua execução”. As dicas abaixo podem ser usadas em processos de implantação de sistemas, projetos de grande porte de toda natureza, mutirão de cobranças atrasadas, recuperação de clientes, recuperação de banco de dados, entre outros.

Veja:

•          Antes de começar o projeto, tenha certeza de que você está convencido de sua viabilidade, assim como de sua extrema importância para o processo em questão. “Não importa o quão difícil possa parecer. Kennedy estabeleceu o objetivo de ir à Lua quando não tinha foguetes para sequer sair da terra”, explica Flávio; •          Tenha por certo que pode convencer os envolvidos de que é importante e necessário que todos façam o que deve ser feito; •          ANTES, novamente, ANTES de começar o projeto, tenha em mãos um líder para a tarefa. Nunca comunique uma tarefa desta natureza para a qual não tem definido um líder adequado. Ele lembra: “no caso da Lua, Kennedy tinha a NASA”; •          Tenha equipes bem desenhadas para as duas tarefas: o projeto e o andamento do dia a dia. Se isso não é completamente possível, crie um tipo de segregação temporária ou mesmo espacial. “Gosto muito de usar uma equipe que durante uma parte do dia trabalhará apenas no projeto, mas estarão em uma sala diferente, sem telefones ou pelo menos blindados contra a interferência do dia a dia”, revela o especialista; •          Podendo escolher entre usar 8 horas em um único dia por semana ou 5 vezes de hora e meia por dia da semana, prefira o segundo método. Flávio pondera: “concentrar todos os ovos em um cesto, apenas, pode ser um risco e imprevistos fazem parte do projeto como um todo”; •          Nos primeiros momentos do projeto, tenha certeza de possuir no piso alguém dois níveis hierárquicos acima d o líder escolhido. “Ninguém quer começar um projeto com um bom líder sendo desgastado no momento 0. Se isso acontecer, chame a responsabilidade para você e estabeleça as prioridades”; •          Se o projeto é importante e havendo condições, não poupe recursos a ponto de indicar pessoas menos qualificadas ou deixar de contratar os recursos adequados. “Ter controle sobre os custos é uma coisa, poupar e procurar alternativas viáveis é outra coisa, mas um trabalho mal feito não é alternativa para ninguém”, afirma Flávio.

Saiba mais:

Flávio Ítavo | flavioitavo.com.br | flavio_itavo@uol.com.br

Continue Reading No Comments