Posts Tagged ‘planejamento’

Estratégia,flavio itavo,orçamento,planejamento,planejamento estratégico

orçamento

Flávio Ítavo ensina a melhor maneira de colocar um orçamento em prática

Ele dá a receita do bolo: um planejamento bem trabalhado, responsabilidades delegadas e acompanhamento assíduo não podem faltar para que os objetivos de um orçamento sejam alcançados.

Flávio Ítavo, especialista em turnaround, já falou anteriormente sobre com construir um orçamento (clique aqui) e, agora, ensina a colocar o planejamento em prática para atingir os objetivos traçados. Ele lembra: “todo orçamento é um plano e deve ser bem concebido para que seja mais fácil de executar. É importante ter mecanismos de “feed back” e acompanhamento bem colocados, antes de forçar a implantação de qualquer plano”.

Ele dá o passo a passo para tirar o orçamento do papel e não ter tantas surpresas durante o processo:

1. Cada objetivo principal deve ter um “dono”, para que alguém se ocupe das tarefas que levarão até ele. Ele dá exemplo: “se o objetivo é atingir 10% de crescimento na base de clientes, cada um dos responsáveis pela área comercial tem que ter um objetivo parcial e eles, somados, tem que dar exatamente o número desejado”. Segundo Flávio, os “pratos” têm que ser muito bem equilibrados: “algumas manobras, como extrapolar os números individuais levando a um resultado superior ao seu objetivo para evitar perdas, podem levar a um efeito colchão e à acomodação do time” 2. Estabeleça uma linha de acompanhamento tão frequente quanto possível, mas que não tome tempo de trabalho a ponto de atrapalhar os resultados. “Eu costumo ter reuniões diárias com aqueles líderes que possuem objetivos que podem ser acompanhados diariamente. Os outros devem ser acompanhados à medida em que se possui KPIs (key performance indicators) que possam ser acompanhados”, explica o especialista. 3. Coloque pressão na medida certa. Flávio enfatiza a importância de cobrar conforme a capacidade de retorno de uma área ou time: “todos aqueles que não estão cumprindo seu objetivo devem ter sua frequência de feedbacks aumentados até que apresentem resultados compatíveis ao planejado. Se isto significar uma reunião e uma chamada no final do dia, todos os dias, assim será. O importante é que cada encarregado de objetivo tenha o acompanhamento e a pressão dosada de acordo com a entrega”. 4. Delegue tudo o que for possível, mas lembre-se que delegar não é esquecer ou abandonar. “Todos os que receberam responsabilidades devem estar devidamente preparados para exercer a função, caso contrário, a culpa pela não execução será sua e não dele”, lembra ele. 5. Trace planos de recuperação dos objetivos que não estão sendo atingidos, com o mesmo direcionamento usado para fazer o orçamento inicial. Flávio é taxativo: “não é porque um plano não está surtindo o efeito necessário que devemos abandonar o bom senso ou nossa capacidade de projetar adequadamente”.

Saiba mais:

Flávio Ítavo | flavioitavo.com.br | flavio_itavo@uol.com.br

Continue Reading No Comments

empresa,flavio itavo,objetivos,planejamento,turn around

objetivos

Especialista em recuperação de empresas dá dicas para criar objetivos claros e eficazes e aumentar a produtividade

Para Flávio Ítavo, 30 anos de expertise em Turnaround, o primeiro passo para construir um plano estratégico é ter objetivos claros. Confira algumas dicas para iniciar o processo de forma assertiva e ter um 2018 ainda mais produtivo

“Para construir um planejamento estratégico eficaz, o primeiro passo é o estabelecimento de objetivos”. A frase é de Flávio Ítavo, especialista em Turnaround e que já recuperou mais de 15 empresas. “Ao longo do tempo, por experiência própria e por ter visto muitas vezes nas empresas onde atuei, entendi que o ato de estabelecer objetivos e metas não é fácil. Infelizmente, muitos dos planos colocados no papel estão condenados à não execução, por falhas no estabelecimento dos objetivos”. Para Flávio, há três fatores essenciais na hora de estabelecer objetivos:

  1. Um objetivo precisa ser, antes de tudo, convincente. Sendo ele fácil ou difícil, o ponto chave é acreditar e conseguir convencer aqueles que estarão ao seu lado na execução: “quando começo um turnaround, não é fácil convencer a todos de que a coisa vai funcionar. Mas só podemos começar a trabalhar quando há certeza da explicação e do direcionamento para todos os que vão participar”
  2. Um objetivo precisa ser motivador. “Não dá para pedir para uma equipe ir para a guerra sem uma motivação. Melhor mesmo é ter várias”. Flávio lembra que o dinheiro é um dos motivadores que não falha, mas experiência, defesa do trabalho, valorização da equipe, bom clima e o desafio ao poder de reversão das expectativas também são motivadores poderosos.
  3. Um objetivo precisa ser alcançável e numericamente viável, dentro do conjunto de recursos que vai ser disponibilizado. “Um dos erros mais comuns, quase banal mesmo, é estabelecer objetivos de vendas crescentes sem fazer as contas do capital de giro necessário para o crescimento”, explica Flávio, que segue: “depois, o gestor descobre que tem objetivos e demanda para alcançar os objetivos, mas não tem mais linha de crédito para a compra de matéria prima. Neste momento começa a longa discussão entre o gestor e o board, sobre quem é o responsável pela falha. Este erro é clássico, recorrente e muito popular”.

Além desses 3 itens primordiais, Flávio cita outros que não são essenciais, mas podem ajudar e muito na hora de elencar objetivos mais assertivos:

  • Um objetivo deve ser distintivo ou motivo para que a empresa se destaque no mercado em que atua. “Um dos maiores objetivos globais de se fazer e seguir um objetivo estratégico é assegurar que sua empresa terá sucesso. Ter sucesso é se distinguir no meio de todos. Estabeleça objetivos para sua empresa que assegurem isto”, afirma o especialista.
  • Um objetivo deve ser duradouro. Sejam eles objetivos subjetivos ou muito objetivos e até mesmo financeiros, deveriam ser buscados com alguma persistência”, explica Ítavo, pois só assim há ganhos crescentes.
  • Um objetivo tem que ser proporcionalmente válido. “Não espere que seus soldados partam para o sacrifício se isto não vai ser reconhecido adequadamente. Lembre-se mais uma vez, dinheiro é importante, mas não é tudo nesta questão. É impressionante o que uma foto no jornal da empresa, ou mesmo um artigo na revista especializada de sua área podem fazer”, finaliza.

Saiba mais:

Flávio Ítavo | flavioitavo.com.br | flavio_itavo@uol.com.br  

Continue Reading No Comments